CADA POEMA É UM FRAGMENTO DO POEMA GERAL QUE QUINTANA VEIO COMPONDO
DURANTE TODA A SUA VIDA

sábado

POEMAS CURTOS


Trova

Fosse o mundo um paraíso...
- Paraíso de verdade!
morrerias sem saber
o que é a felicidade...

O poeta

Venho de fundo das eras,
Quando o mundo mal nascia...
Sou tão antigo e tão novo
Como a luz de cada dia!

A mulher biônica

Eu quero uma mulher biônica
Que me ame como uma suspirosa máquina
Do mais intenso amor
Uma mulher que quase me mate...
Mas me livre de todos os ataques!
Eu quero, quero uma mulher biônica
Para que eu possa, a qualquer momento,
Desaparafusá-la...

In: Esconderijos do Tempo

2 comentários:

DIONE disse...

Parabéns pelo Blogger Bernardo,Mario Quintana merece todo nosso carinho e respeito!

Anônimo disse...

valeu m+ obrigado fiz meu trabalho da escola